Pesquisar este blog

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Novena a São José IV

Oração inicial de todos os dias
Fazer o sinal da cruz.
Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, três pessoas distintas um só Deus verdadeiro, em quem creio e espero e a quem amo com todo meu coração.
Dou-vos graças por haver honrado sobre todos os santos a São José com a dignidade incomparável de pai adotivo de Jesus, filho de Deus, e esposo verdadeiro de Maria, Mãe de Deus.
Ajudai-me a honrá-lo e merecer sua proteção em vida e na hora da morte.
São José patrono da Igreja, chefe da Sagrada Família, vos elejo por pai e protetor em todo perigo e em toda necessidade.
Mostrai a minha alma a pureza de vosso coração, vossa santidade para que a imite e vosso amor para agradecer-vos e corresponder-vos.
Ensinai-me a orar, vosso que sois mestre de oração e alcançai-me de Jesus por Maria a graça de viver e morrer santamente. Amém.
Meditação do dia correspondente e fazer o pedido pela qual se oferece a novena.


Oração Final de todos os dias
Recordai-Vos
Recordai-Vos! Oh! castíssimo esposo da Virgem Maria, doce protetor meu São José que jamais se tem ouvido dizer que nenhum dos que tem invocado vossa proteção e implorado vosso auxilio, tivesse ficado sem auxilio! Animado com esta confiança, venho a vossa presença e me recomendo fervorosamente a vossa bondade.
Não desprezes minhas súplicas, oh! pai adotivo do Redentor, antes bem as acolhei propicio e dignai-Vos socorrer-me com piedade. Amém.


Primeiro Dia: A Fé de São José
A fé é uma virtude sobrenatural que nos inclina a crer em tudo o que Deus tem revelado e a Igreja nos propõe.
E a virtude sobre a qual se apóiam todas as demais virtudes, pois sem ela não participamos da vida da graça.
São José creu com uma fé tão viva que somente a santíssima Virgem pode superá-lo.
Toda sua vida foi verdadeiramente uma vida de fé, um ato continuo de fé.


Segundo Dia: Fervor de São José
O fervor é a prontidão de vontade no serviço de Deus.
São José, servo bom e fiel, sempre viveu e trabalhou por fazer com perfeição e diligencia a vontade de Deus, ainda que lhe ocasionasse grandes sacrifícios.
Os que amam como São José estão dispostos a sacrificar tudo quanto o Senhor lhes peça.


Terceiro Dia: Amor de São José ao próximo
O amor com que amamos a Deus e o amor com que amamos ao próximo é um só amor: são duas ramas de uma mesma raiz porque se ao próximo não lhe amamos por Deus e com Deus não lhe amamos com amor verdadeiro. O amor de São José a Deus é o maior que se pode encontrar depois da Virgem Maria; seu amor ao próximo, por tanto, é também o maior depois do da Rainha do Céu.


Quarto Dia: Prudência de São José
A prudência é ao virtude que dirige todas as coisas a bom fim.
Nenhuma virtude faz sem que ela lhe ordene o modo e o tempo em que deve fazê-lo. A prudência serviu de guia a São José para levar a cabo feliz a missão do Senhor de ser custodio de Jesus e esposo de Maria, a pesar dos grandes trabalhos e contradições que achou em seu caminho.


Quinto Dia: Fortaleza de São José
A fortaleza é uma firmeza de animo, uma presença de espírito, contra todos os males e contrariedades.
A vida de São José, depois da de Jesus e Maria, foi a que maiores contradições experimentou; devia ser também um homem forte.
Belém, Nazaré, Egito, demonstraram o heroísmo da fortaleza do Santo, que sofreu com constância todos as dores e trabalhos de sua vida.


Sexto Dia: Pureza de São José
São José foi custodio de Cristo Jesus, e verdadeiro esposo da mais pura criatura, Maria Mãe de Deus.
São José apareceu aos olhos de Deus adornado com tanta pureza que o Senhor lhe confiou seus maiores tesouros.
Com este exemplo sublime de pureza não nos animaremos a sermos puros em pensamentos, palavras e obras?


Sétimo Dia: Pobreza de São José
Bem-aventurados são os pobres de Cristo, que vivem desprendidos dos bens deste mundo e dão a seus irmãos ainda que lhes falte.
São José tinha ante si o exemplo de Maria e o exemplo de Jesus, filho de Deus, que para pregar o desprendimento e o amor a pobreza se fez pobre, tendo por abrigo uma manjedoura em seu nascimento.
Viveu pobre São José e deu de sua pobreza aos mais necessitados.


Oitavo Dia: Paciência de São José
E esta uma virtude que nos faz sublevar com alegria e paz todos os males da vida por amor de Deus.
E necessária a paciência para alcançar o céu; e não ha virtude de mais freqüente exercício desde que existe o pecado.
A vida de São José teve muitas penas mas ele padeceu com paz, com alegria e completamente resignado a vontade de Deus.


Nono Dia: Conformidade de São José com a vontade de Deus
Todos temos absoluta necessidade desta santa virtude, pois com ela nossa vida se faz um céu e sem ela se torna um inferno.
São José, modelo acabado de todas as virtudes, o é especialmente de conformidade com a vontade de Deus.
Toda sua vida foi cheia de alegrias e de penas, é escolhido por Deus Pai para que fizesse suas vezes na Sagrada família, cuidando de Jesus e de Maria, praticou constantemente esta virtude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário