Pesquisar este blog

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Novena das Três Ave-Marias

I. Oh! Maria, Virgem Poderosa, para a qual nada é impossível: vos suplico, pelos poderes com que vos distinguiu Deus Pai Onipotente, que me socorrais na presente necessidade.
E, se pois podeis valer-me, não me abandoneis, Oh! Advogada das causas mais desesperadas.
Nisto está interessada a glória de Deus, vossa honra e o bem de minha alma.
Se, pois, como o suponho, a graça que peço está conforme com a amabilíssima e santíssima vontade de Deus, intercedei, onipotência suplicante, por mim ante vosso Filho, que nada vos pode negar.
De novo vos peço por esse poder ilimitado que vos comunicou o Pai Celestial, enquanto, para celebrá-lo, vos digo com Santa Matilde, a quem revelastes a prática saudável das três Ave-Marias:
Rezar a primeira Ave-Maria.

II. Puríssima Virgem, justamente chamada Trono da Sabedoria porque em Vós morou a sabedoria incriada, o Verbo de Deus e vos comunicou toda a plenitude de sua divina ciência na medida que podia participa-la a mais perfeita de todas as criaturas ... Vós sabeis bem quão grande é minha necessidade que tenho de vosso auxílio.
Me abandono, pois, de todo em vossas mãos confiando que em vossa divina sabedoria ordenareis tudo com força e suavidade à maior glória de Deus e proveito de minha alma e que pelos meios mais convenientes acudireis a socorrer minha necessidade.
Oh! Maria da divina sabedoria!, dignai-vos alcançar-me o dito favor que solicito.
Vos peço por essa inefável sabedoria com que o Verbo, Filho vosso, ilustrou vossa inteligência, enquanto para celebrá-la, vos digo com Santo Antônio de Pádua e São Leonardo de Porto Maurício, zelosíssimos propagadores das três Ave-Marias:
Rezar a segunda Ave-Maria.

III. Oh! Mãe terna e amável, verdadeira Mãe de Misericórdia!, Que nestes últimos tempos vos haveis chamado, vós mesma, "Mãe toda misericórdia", a Vós acudo para que useis comigo a compaixão e bondade, com maior força quanto maior é minha miséria.
Bem sei que de maneira alguma sou merecedor da graça que de Vós espero, já que tantas vezes tenho falhado, ofendendo a vosso Divino Filho.
Culpado sou, mas estou sinceramente arrependido de haver traspassado com meus pecados o amante Coração de Jesus e o vosso.
Não sois Vós, por outra parte, segundo o revelastes a vossa serva Santa Brígida, a "Mãe dos pecadores arrependidos"?.
Perdoai-me, pois, minhas passadas ingratidões e, tendo só em conta vossa misericórdiosa bondade e a glória que de ela resultará para Deus e para Vós mesma, obtende da divina misericórdia a graça que imploro mediante vossa intercessão.
Oh! Vós, a quem ninguém tem implorado em vão!, Oh! celestial, Oh! piedosa, Oh! Doce Virgem Maria!, digai-vos socorrer-me; vos peço por essa misericordiosa bondade de que em favor vosso vos tem enchido o Espírito Santo, enquanto para celebrá-la, vos digo com São Alfonso de Ligório, incomparável apóstolo de vossa misericórdia e autor das três Ave-Marias:
Rezar a terceira Ave-Maria.

Ao final se diz por três vezes:
"Maria, mãe minha, livrai-me de cair em pecado mortal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário