Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Ladainha a Nossa Senhora da Defesa

Nossa Senhora da Defesa, Vós que sois o terror das forças malignas defendei-nos:
da inveja, vaidade e ódio
do orgulhos, da soberba e atrevimento
da arrogância, presunção e cinismo
da hipocrisia, fingimento e deboche
do egoísmo e ganância
da preguiça e má vontade
da derrota, fracasso e desânimo
da depressão. aflição e desespero
da prostação, alienação e indilência
da auto-piedade, auto-rejeição e auto-condenação
dos complexos, carência afetiva e emocional
dos problemas de ordem sexual
da superproteção e dependência emocional
da adulação e idolatria das coisas e pessoas
da dominação, ciúmes, posse e perseguição
da murmuração, impaciência e omissão
da rejeição e desprezo
do isolamento e timidez
da solidão, melancolia e angústia
do suicídio, desejo de morrer e confusão mental
da culpa, aborto e falta de perdão
da acusação, quebra de segredo e avareza
da mentira, calúnia e falso testemunho
da condenação, crueldade e fofoca
da ingratidão, falsidade e trapaças
da mágoa, ressentimentos e brigas
da ira, raiva e agressividade
do desamor, desarmonia e separação
da violência e indignidade
dos assaltos, sequestros e vandalismo
das catástrofes, calamidades e pestes
da miséria, dívidas e desemprego
do medo, insegurança e maus pensamentos
da preocupação exagerada, insônia e tensão nervosa
do pânico, pavor e susto
dos males físicos, psíquicos e espirituais
das heranças negativas de antepassados e malefícios
das manias, taras e vicios
da sedução, orgia e fornicação
do adultério, prostituição e promiscuidade
da compulsividade para ter, ser e poder
da compulsividade no jogo e dependência química
da falsa oração, dos objetos contaminados e superstição
da injustiça, revolta e frustação
da destrição e desejo de vingança
do assassinato e desejo de morte de alguém
da revolta contra Deus
da descrença, dúvida e falta de fé
da incredulidade, infidelidade e indiferença
da desobediência, zombaria e gozação
dos sacrilégios e blasfêmias

Nenhum comentário:

Postar um comentário