Pesquisar este blog

sábado, 13 de agosto de 2011

Confissão com um Sacerdote (Irmã Faustina)

Palavras do Senhor a Irmã Faustina Kowalska da Polônia:

Quando tu vais a confissão, a esta fonte de Misericórdia; o Sangue e Água que fluiu de meu Coração sempre fluem sobre tua alma...
No Tribunal da Misericórdia [O Sacramento da Reconciliação]. Os maiores milagres tomam lugar e se repetem incessantemente.
Aqui a miséria da alma se encontra com o Deus de Misericórdia.
Venham com fé aos pés de meu representante.
Eu mesmo estou esperando-lhes ali.
Eu apenas estou escondido pelo Sacerdote.
Eu mesmo atuo em tua alma.
Fazei tua confissão ante Mim.
A pessoa do Sacerdote é, para mim, somente uma roupa.
Nunca analises que classe de Sacerdote é que eu estou usando; abre tua alma na confissão como se o fizesse comigo, e eu te encherei com Minha Luz.
Assim estivesse um alma como um cadáver descomposto, de tal maneira que do ponto de vista humano não houvesse esperança de restauração e que tudo já estivesse perdido, não é assim com Deus.
O milagre da Divina Misericórdia restaura essa alma em plenitude.
Desta fonte de Misericórdia as almas atraem graças somente com a vasilha da confiança.
Se tua confiança é grande, não há limite a minha generosidade.

Nosso Senhor tem enfatizado a necessidade de que nós fossemos a confissão e de que lhe recebamos na Sagrada Eucaristia para que possamos obter os maiores presentes de sua Misericórdia.
Como Católicos temos a fonte de Misericórdia no confessionário e no Precioso Sangue da Eucaristia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário